Iraq: 8 years of war and protests / Iraque: 8 anos de guerra e protestos


Remember Captain Nascimento from Elite Squad? In the sequel movie, after a robbery of weapons in a Rio police station, the government of Rio’s state wants to blame the theft on local drug dealers. Nascimento no longer leads the Elite Squad and has taken a desk job in the state’s security department. His intelligence service convinces him that the weapons are not to be found in the favela. Still, an operation is launched. “You should call it Operation Iraq!” shouts furiously Nascimento. Yep… they couldn’t find any weapons either.

The war on Iraq started 8 years ago today, on the basis that the country was involved in the 911 attacks and had weapons of mass destruction. The new american president, the ass who didn’t start the war but continues it, arrived in Brazil today. At least here he’ll be sheltered in Brasilia, the super-rich capital built in the middle of nowhere, so that the brazilian political elite can conduct its business with the minimum disturbance possible from anyone protesting its actions. O-bummer prefers to hide behind 3000 security men in the tropics, escaping the protests in front of the white house. But by many here, he’s not welcome either.

“I can’t believe I’m still fucking protesting this shit” is my new exhibition on flickr. My homage to protestors around the world who haven’t yet given up 8 years on. A selection of photos by flickr members, showing ARTivist graphic works and performances, because art is also to put yourself out there for the things you believe in and are passionate about.

And if you want to see what american democracy really looks like in the middle east,  google Iraq War Victims and click on images.

******

Lembram-se do Capitão Nascimento da Tropa de Elite? Na seqüela, após um roubo de armas numa delegacia do Rio, o governo daquele estado põe a culpa em traficantes locais. Nascimento já não lidera o batalhão mas trabalha no departamento de segurança do estado. O seu serviço de inteligência o convence que as armas não estão na favela. Mas mesmo assim, uma operação é lançada. “Vocês deviam chamar-lhe Operação Iraque!” grita Nascimento furioso. É… eles também não encontraram as armas.

A guerra no Iraque começou faz hoje 8 anos, com o pretexto de que aquele país estava envolvido nos ataques de 11 de setembro e tinha armas de destruição em massa. O novo presidente americano, o idiota que não começou a guerra, mas a continua, chegou hoje ao Brasil. Aqui ele estará protegido em Brasília, a capital super-rica construída no meio do nada para que a elite política brasileira possa conduzir seus assuntos sem ser muito incomodada pela presença de manifestantes. Obama prefere esconder-se nos trópicos, atrás de 3000 seguranças e assim escapar aos protestos em frente da casa branca. Mas nem todos aqui, lhe dão as boas vindas. E não posso deixar de me perguntar: Se Dilma ainda fosse uma “terrorista” como os americanos lhe chamariam no início dos anos 70, será que o Obama a mandava para Guantánamo?

“Não acredito que ainda tenho de protestar esta merda” é a minha nova exposição no flickr. A minha homenagem a manifestantes que à volta do mundo ainda não desistiram 8 anos depois. Uma seleção de fotos de membros do flickr, mostrando trabalhos gráficos e performances de ARTivistas, porque a arte também é nos expormos pelo que acreditamos e pelo que nos apaixona.

E se ainda quiserem ver como é a democracia americana no Oriente Médio, googlem “Vitimas de guerra no Iraque” e cliquem nas imagens.

About manu|escrita

https://about.me/manu.escrita View all posts by manu|escrita

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: