Tag Archives: anonymous

Indigenous to the Internet / Nativos da Internet

Come 2012 and with the end of the world fast approaching it was time to change the looks on this blog. I also told myself I would begin writing here weekly, but somehow I’ve given myself more than half of the month to start on that promise. It took a real shook up, actually a shock to the system to make me jump on the keyboard. And it came once more from the north, from the draconian laws that idiotic North American bureaucrats are preparing in regards to the copyright and the internet. I’m talking about SOPA and PIPA, which will require of North American websites – Google, Facebook, WordPress, Wikipedia, you name it – that they police the content users post on the internet. So, I was happy with the blackout these sites performed last wednesday in protest of the proposed law, but will that be enough, or in 2012 this blog will have to be moved to an Icelander host?

What this legal stupidity would do for instance is that, for example, Wikipedia, served from the United States, would not be permitted to define for us what is Pirate Bay, a site served from outside the United States, with content in direct infrigement of north american copyright laws. Wikipedia, as WordPress, Google, all the big and small ones, have positioned themselves against SOPA and PIPA, but if the law passes there is not much to do and the North American internet will become as censored as the Chinese, with users hitting blocked content after blocked content.

Months ago, as I was trying to log in to my blog – this blog – I just couldn’t. Instead I had a message to contact wordpress. My blog had been blocked for infrigement, after being denounced by someone in Oregon. And so WordPress, based in California, was forced by law to shut me up. What did I do? I posted a beautful picture of the amazon river on a post about indigenous perils and survival in the jungle. Any picture posted here, when clicked, will take you to the website where I got it from. I don’t make any money of it, I don’t profit from my blog, I write for pure joy on topics I’m passionate about and I choose relevant illustrations for my content, from anywhere I can find it, crediting the site/artist or whatever. So, in my mind the kind of mentality that would go against that, is the mentality that puts profit before an important message about humanity and survival. And ironically it is that same mind, rooted on profit, that enslaves the indigenous and destroys their livelihood.

I share content. I don’t share the commercial capitalist possessive attitude that enrages people who feel it’s THEIR picture and NO-ONE can use it. Not even to illustrate a cause, an idea, with absolutely no profit in mind. What the bureaucrats don’t seem to understand is that the world changed, the internet is ours, we don’t like the buy-sell mentality, we want death to capitalism and build a society where we can freely share and inform. Are they so stupid that they don’t see that we will always find ways around their laws? That we are the fit who will survive this crucial point in evolution while them, the bureaucrats are condemed to extinction? Don’t they know we are native to the internet, that we are too many and that this is our land?

Finalmente chegou 2012 e com o fim do mundo se aproximando estava na altura de mudar o visual deste blog. Também me prometi escrever aqui semanalmente, mas entretanto deixei passar  meio mês. Foi preciso mexer comigo e me dar um choque para eu saltar no teclado. E veio mais uma vez do norte, das leis draconianas que os idiotas burocratas da America do Norte estão preparando relativamente aos direitos de autor e a internet. Falo da SOPA e da PIPA – Stop Online Piracy Act (Lei para Parar com a Pirataria Online) and Protect IP Act (Lei de protecao ao IP) – que exigirão de websites nos Estados Unidos – Google, Facebook, WordPress, Wikipedia, enfim todos – que policiem o conteúdo que seus usuários escolhem postar na internet. Assim, fiquei feliz com a greve de quarta feira destes sites em protesto a esta nova lei, mas será que isso chega, ou em 2012 este blog terá de passar para um servidor…  tipo na Islândia?

Um exemplo do que esta estupidez legal fará, é que a Wikipedia, que serve a partir dos Estados Unidos, não poderá definir para nós o que é o Pirate Bay, um site que serve, fora de território norte-americano, conteúdo em direta violação das leis de direito de autor norte-americanas. Wikipedia, tal como a WordPress, o Google, todos os grandes e pequenos, se posicionaram contra SOPA e PIPA, mas se a lei passar não há muito que possam fazer e a internet norte-americana será tão censurada quanto a chinesa, com usuários encontrado conteúdo bloqueado atrás de conteúdo bloqueado.

Meses atrás, tentei logar neste blog e não pude. Recebi uma mensagem para contatar a WordPress. Meu blog tinha sido bloqueado por infração, após ser denunciado por alguém no estado do Oregon. Assim a WordPress, sediada na Califórnia, foi forçada por lei a me silenciar. E o que eu fiz para merecer isso? Postei uma foto linda do rio Amazonas num texto dedicado aos indígenas e suas dificuldades de sobrevivência na selva. Qualquer foto aqui postada, quando clicada, leva o leitor, ao site de onde foi tirada. Não lucro com isso, escrevo sobre temas que me apaixonam e escolho ilustrações relevantes ao conteúdo, vindas de qualquer lugar, creditando o site/artista ou seja o que for. Assim, para mim, o tipo de mentalidade que seria contra isso, é a mentalidade que coloca o lucro antes de uma mensagem importante sobre humanidade e sobrevivência. E ironicamente é essa mentalidade, enraizada no lucro, que escraviza o indígena e destrói as suas tradições, o seu jeito de vida.

Compartilho conteúdo. Nao compartilho atitudes comerciais, capitalistas e possessivas, que deixam com raiva gente que sente que a foto é SUA, e NINGUEM pode usá-la. Nem mesmo para ilustrar uma causa, uma idéia, sem o objetivo do lucro. O que os burocratas parecem não compreender é que o mundo mudou, que a internet é nossa, que não gostamos da mentalidade de consumo, que queremos matar o capitalismo e construir uma sociedade onde se possa compartilhar informação livremente. Será que eles são tão estúpidos que nem vêem que sempre encontraremos formas de contornar as leis deles? Que somos os mais fortes que sobreviverão este momento crucial na evolução humana, enquanto eles, os burocratas, estão condenados a extinção? Será que eles não vêem que somos nativos da internet, que somos demasiados e que este é o nosso território?


Remember, Remember, the 5th of November / Lembro, Lembro, o 5 de Novembro

They’re out of the closet. Born in the beginning of the century as an online community of prankster hackers, ANONYMOUS have brought their actions to the arena of anti-political HACKTIVISM. It started in 2008 with several attacks on scientology websites, after that religious institution tried to block the YouTube posting of a leaked video containing an interview with one of their members, actor Tom Cruise. ANONYMOUS also launched a worldwide campaign promoting protests at scientology churches around the planet, to call for freedom of speech in their practices. It was a huge success, thousands attended in many different cities, and in order to protect their identity, participants were encouraged to wear masks. But not just any mask. Guy Fawkes’ mask. Or rather David Lloyd’s mask creation for a character inspired by Fawkes.

Guy Fawkes has strangely came to signify a sort of 17th century anarchist. Strangely, because he was a catholic, involved in a conspiracy to overthrow a protestant king. Put that way, he comes across as a religious fanatic, not a liberator of oppressive rulers. But I suppose that since he was in charge of blowing up the parliament, and since he was tortured and killed by the state, then at some level he should be regarded as … an anarchist. The man failed on his deed, but the idea survived. To this day Guy Fawkes is remembered in England on the 5th of november, celebrated with bonfires and fireworks, as a symbol of the rebellious.

“Remember, remember, the 5th of November
The gunpowder, treason and plot;
I know of no reason, why the gunpowder treason
Should ever be forgot.”

And it was precisely this revolutionary aspect of the man, that inspired the V character in the early 80’s graphic novel with the same name, written by Alan Moore, illustrated by David Lloyd, and later in 2006, turned into the movie V for Vendetta. V is an anarchist living in the late 20th century, keeping his anonymity behind a mask to protect himself from the secret police of an oppressive totalitarian regime, in a segregated post nuclear war society, where the media is controlled by a few. Sounds familiar?

From real life in the 17th century, to fiction on paper and on-screen, and back to real life, enter ANONYMOUS. They bring back the mask not of the man, but of the idea. Wanted by the FBI, in the past month alone, about 20 members have been arrested. They have brought down numerous governmental sites around the world, they announced Rupert Murdoch’s death in a fake front page of The Sun, they exposed how much information companies keep of you and how easy anyone can gain access to it, and now they prepare to bring down Facebook, a company that sells its users’ information to private companies and governmental agencies. Operation Facebook has been announced on the web and is scheduled for the 5th of November – Remember, Remember, the 5th of November.

This blog supports ANONYMOUS Hacktivist actions and is looking forward to seeing its friends, who have Facebook accounts, kissing them bye-bye. Like anonymous, this blog dreams with “a sustainable society built around growing an informed knowledge network and living under a new, limited, transparent government system”. This blog could not put its vision in better words and therefore this blogs is now ANONYMOUS.

We are Legion. We Do Not Forgive. We Do Not Forget.

Please join.

Saíram do armário. Nascidos no começo do século a partir de uma ciber comunidade de hackers travessos, os ANONYMOUS intensificaram nos últimos anos as suas ações na arena do HACKTIVISMO anti-politico. Tudo começou em 2008 com vários ataques a web sites de cientologia, depois daquela instituição religiosa tentar bloquear a publicação de um vídeo no YouTube contendo uma entrevista com um de seus membros, o ator Tom Cruise. Os ANONYMOUS lançaram ainda uma campanha mundial incentivando protestos em frente de igrejas de cientologia por todo o planeta, para exigir liberdade de expressão. Foi um enorme sucesso, milhares protestaram em várias cidades, e para proteger sua identidade, foi encorajado aos participantes usarem máscaras. Mas não qualquer máscara. A máscara de Guy Fawkes. Ou seja, a máscara criada por David Lloyd para um personagem inspirado por Fawkes.

Guy Fawkes simboliza uma espécie de anarquista do século XVII, o que é de certa forma estranho. Estranho, porque ele era um católico, envolvido numa conspiração para derrubar do poder um rei protestante. Postas as coisas assim ele até parece um fanático religioso, em vez de um libertador de massas oprimidas. Mas suponho que já que ele tinha a seu cargo explodir o parlamento, e uma vez que foi torturado e preso pelo estado, então de certa forma é natural que ele fosse imaginado como… um anarquista. O homem falhou a missão, mas a idéia sobreviveu. Ainda hoje Guy Fawkes é recordado na Inglaterra a 5 de novembro, celebrado com fogueiras e foguetes, como um símbolo de rebelião.

“Lembro, Lembro, o 5 de Novembro
A pólvora, a traição e o ardil;
Não sei de razão, porque a traição da pólvora
Deve algum dia ser esquecida.”

E foi precisamente este aspecto revolucionário do homem, que inspirou o personagem V de quadrinhos, publicados com o mesmo nome no começo dos anos 80 com roteiro de Alan Moore e ilustrações de David Lloyd, e mais tarde em 2006, adaptados para o cinema em V de Vendetta. V é um anarquista que vive em Londres no final do século XX, mantendo-se no anonimato, atrás de uma máscara que o protege da policia secreta de um regime totalitário, numa sociedade segregada, num contexto de pós guerra nuclear, onde a mídia é controlada por poucos. Familiar, não?

Da vida real do século XVII, para a ficção literária e cinematográfica, e de volta para a vida real, chegam os ANONYMOUS. Trazem de volta a máscara, não do homem mas da idéia. Procurados pelo FBI, só no último mês já foram presos 20 membros. Deitaram abaixo numerosos sites governamentais pelo mundo fora, anunciaram a morte de Rupert Murdoch numa página principal falsa do jornal The Sun, tornaram pública a quantidade de informação que as companhias guardam de seus usuários expondo a facilidade de conseguir acesso a ela, e preparam-se agora para atacar o Facebook, uma empresa que vende a informação de seus membros a companhias privadas e agências governamentais. A Operação Facebook foi anunciada na web e está marcada para o dia 5 de Novembro – Lembro, Lembro, o 5 de Novembro.

Este blogue apoia as ações hacktivistas dos ANONYMOUS e aguarda ansiosamente ver seus amigos ficarem sem suas contas no Facebook. Como os ANONYMOUS, este blogue sonha com “uma sociedade sustentável erguida a partir de uma rede informativa de conhecimento e vivendo com um sistema governamental novo, limitado e transparente”. Este blogue não podia ter escolhido melhores palavras para expressar a sua própria visão e assim este blogue é agora ANONYMOUS.

Somos uma Legião. Não Perdoamos. Não Esquecemos.

Juntem-se a nós.